sexta-feira, 30 de abril de 2010

Como eu escrevo.



Já contei como eu escrevo?
Escrevo descrevendo sentimentos, momentos, coisas que me deixam inquieta de tão feliz, triste ou sei lá o que.
Somente nessa condição eu escrevo...
Escrevo de olhos fechados. Sem música, como numa oração.
Ai sim, eu escrevo, deixo fluir, com erros ou sem. Ali tem Thaís, ali tem inspiração de uma inspiradíssima inquieta. Pensamentos confusos de uma estudante de sistemas. Frustrações de professora e finalmente ilusões e esperanças de Prin. Thai.
Sim, eu acho que a ainda espero pelo príncipe no cavalo branco, ou sei lá que cor. Mas espero.
Eu fecho os olhos e sinto, mais ou menos como estar de frente para o mar em um dia de frio. Você se protege do vento, mas no final das contas deixa que ele te abraçe.
Tem sido difícil escrever, tem sido difícil ser professora, aluna, Prin. Thai e filha Thaís. Muito difícil.
Tenho passado por situações que deveriam me jogar para o fundo, mas também tenho alguém que faz questão de não deixar isso acontecer.
segunda-feira, 26 de abril de 2010

A pura verdade.

Você me ameaça. Não atende quando eu ligo, mas eu sei, você está ali, do lado, sofrendo tanto quanto eu. Pede que eu suma da sua vida, diz que quer sumir da minha, mas por mais que tente não consegue.
É meu bem, é isso, eu também me sinto assim.
Meus pensamentos tolos, todos traduzidos com palavras e docemente postados aqui no blog são todos voltados para você. Por isso quase não tenho postado aqui.
Me sinto trêmula, sem ar, nua com todos os meus sentimentos ali a mostra.
Te conheço de outro lugar, te sinto sem sentir, lembro de situações que nunca vivi com você. Mas é assim, vai continuar sendo.
Por essas e outras que eu insisto em você, insisto em nós dois.
Saiba, talvez eu diga besteira, talvez eu faça besteira, mas eu acho que amo você.
sexta-feira, 16 de abril de 2010

Cuide!

"Palavras duras em voz de veludo,
Nem tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo, tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor,
Seja quem for,
Cuide bem do seu amor,
Seja quem for... "
Ouvi essa música e me lembrei de escrever. Ouvi essa música e me lembrei do quanto somos esquecidos quando amamos alguém mas nos acostumamos com a presença, com o afeto, com tudo que quando é novo é legal, mas quando o tempo passa é apenas normal, pelo menos para algumas pessoas.
Cuidar não é sinônimo de apenas lembrar de um horário de remédio ou quantas vezes ao dia o outro tem que beber água, cuidar é preservar o outro.
Então, se você tem um amor, cuide dele.


quarta-feira, 7 de abril de 2010

1º de julho

" Sou fera, sou bicho, sou anjo, sou mulher;
Sou minha mãe, minha filha, minha irmã, minha menina;
Mas sou minha, só minhas e não de quem quiser.
Sou Deus, tua deusa meu amor..!"
(1º de Julho - Renato Russo)
terça-feira, 6 de abril de 2010

Novela.


Você briga, acha que a pessoa só serviu para tirar sua vida de um rumo que considerava certo. Enfim.
Certas horas dá vontade de mudar de mundo, deixar pra lá.
"Não vai dar certo mesmo, vou parar de insistir." - Você tenta se enganar.
Desespero, conformidade, carinho e saudade. Você passa por todas essas etapas, vai e volta, vai e volta. No final das contas morre de medo, no final das contas queria sair por ai, gritar o nome da pessoa, passar o dia inteiro conversando e falando besteira.

"- Vai embora!
- Vai ser feliz com ele, eu já dei a minha benção.
- Tá, tudo bem, eu vou tentar ser feliz com ele. Se não der com ele eu vou tentar com outro. Mas, do que adianta eu tentar com ele com outros se é você que eu quero?"

(Nelinha e Zeca, em Tempos modernos)

Medrosa ou corajosa demais?

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Borboletas na barriga.

- Borboletas, por favor, saiam dai. Saiam de dentro da minha barriga.

Só não sentiu isso quem nunca se apaixonou. Só não sente isso quem nunca teve um encontro com cara de acaso. Que nunca foi alvo de uma saudade esquisita em que nunca se beijou o amado, mas não se faz tão necessário quanto se pensa.
Quando você se pega gostando de alguém e esse alguém é O alguém, algumas coisas parecem deixar de fazer sentido.
Toda mulher sonha em encontrar um cara legal. Toda.
Sempre sonhei em encontrar alguém que se preocupasse comigo, que me fizesse rir quando não deve e que estivesse do meu lado, seja 2hs da manhã de uma segunda feira de trabalho ou em uma véspera de sábado.

"A sensação é a de que eu usei o perfume que estou sentindo agora. Mas o perfume não está em mim. Ele está nas minhas lembranças recentes. A vida dá muitas voltas e eu me pego agora totalmente tonta, inebriada, confusa com tudo, absolutamente tudo que você fala, faz e demonstra. Sabe porque?
É extremamente coerente. "


É assim? Gostar de alguém é assim?
Pois bem, eu estou gostando.




Quer usar o Messenger sem precisar instalar nada? Veja como usar o Messenger Web.
sábado, 3 de abril de 2010

As coisas acontecem quando teimam que tem que acontecer.

Humanos têm a mania de querer fazer acontecer justamente tudo aquilo que se tem que deixar acontecer e como não seria diferente, eu sou assim.
Querer fazer acontecer tem ligação direta com o medo de se frustar por esperar demais e não acontecer. A questão é que tem que se ter sentidos aguçados o suficiente para diferenciar oportunidades em que devemos realmente correr atras, de fatos que devemos deixar acontecer.
Eu tenho a síndrome do faço agora e não espero acontecer, sou extremamente impulsiva e pró-ativa (quando quero). Quando se fala de sentimentos então, sai de baixo. Sou do tipo que "não tem choro nem vela", se tiver com vontade de ligar, ligo. Se tiver com vontade de beijar, beijo. Encontrar com alguém da internet na portaria do meu prédio, encontro.
Corro três riscos: O de ser esquecida rápido, o de ser atacada por um louco ou o de ser inesquecível.
Eu gosto do fator risco. Gosto não, aprendi a gostar e assim vou vivendo em meu cassino particular. Apostando pedaços do meu coração convertidos em fichas.

About Me

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

Inspiradíssima 2010. Layout editado por Thai Leal. Tecnologia do Blogger.