quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Ano novo X Inspiração

Ah 2009, vá com Deus.
O ano começa a terminar e eu quero que isso tão logo aconteça.
Meu ano foi um tanto quanto parado, sentimentalmente falando. Aprendi muitas lições, chorei diversas vezes, algumas com motivos outras sem. Enfim, 2009 não foi bom para o coração.
Por outro lado foi um bom ano para a cabeça, lado profissional e sinto que em tão pouco tempo eu aprendi a reconhecer o paraíso. Depois de vivenciar o oposto dele.
A sensação, hoje, em relação a tudo de ruim que aconteceu comigo, é só de lembrança. Mas só meus bons e queridos amigos, sabem o quão difícil foi para mim passar por tantas mudanças em um curto espaço de tempo.
O fato é - o fim do ano se aproxima, período de provável reflexão, momentos insight são frequentes e mesmo assim, eu não me arrependo de nada.
A teoria do "Amor Maior" se desfez e hoje em dia só me preocupo em viver. Questionando tudo. E mesmo assim vivendo, sem muitas preocupações com coisas totalmente intangíveis e fúteis. Mas ainda assim vivendo. Sem perder a esperança de ser um dos motivos da alegria de alguém especial. Vivendo. Com com vontade de ser o "Amor Maior" de alguém. Assim, sem mais, apenas sendo, sentindo, deixando ser...


Inspiração.

Essa coisa doida, vontade de escrever, não tem me deixado em paz esses últimos dias.
Ansiedade talvez. Tenho vivido momentos importantes de lazer. Intensas vontades de estar do lado de alguém e apesar de querer fazer segredo, deixar acontecer, etc, etc. A inspiração que isso tudo me causa, não me deixa em paz. Nem mesmo de madrugada.
Ultimamente tenho tido a sensação gostosa de frio na barriga quando o telefone toca, coração disparado, ouvindo músicas mais do que o normal. E sempre encontrando um sentido diferente do que tinha encontrado da última vez.
O cursor do editor de texto não é mais um amigo bipolar que some e aparece. Ele tem ficado menos tempo pisacando. Enquanto eu, silenciosamente, coloco aqui os milhares de pensamentos, sórdidos ou não, de um dia inteiro.
Apesar dos dias chuvosos, minha vida tem sido bem primavera, alegre, muitas gargalhadas, mesmo de manhã.
Viva os bons momentos, viva a inspiração - por mais que ela não te deixe dormir.
sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Cavalheirismo e afins.

Após viver uma série de coisas difíceis. No início de um dia complicado, eu vivi uma situação pra lá de bonitinha.
Vinha andando por uma rua estreita, do outro lado um homem com poucas condições financeiras vinha empurrando um carrinho de mercado(???). Ele parou no meio do caminho e assim que passei, além de me mostrar um sorriso sem muitos dentes, ele tirou o boné e me desejou bom dia.

Em resumo: Educação é dever de todos. Mas cavalheirismo, ah cavalheirismo, nada tem a ver com condição financeira ou credo. Cavalheirismo é para poucos.
terça-feira, 17 de novembro de 2009

Epidérmico!

"[...]

Você planeja terminar um relacionamento. Chegou à conclusão que não quer mais ter a seu lado uma pessoa distante, que não leva nada à sério, que vive contando piadinhas preconceituosas e que não parece estar muito apaixonado.

Por que levar a história adiante? Melhor terminar tudo hoje mesmo. Marca um encontro. Ele chega no horário, você também. Começam a conversar. Você engata o assunto. Para sua surpresa, ele ficou triste. Não quer se separar de você. E para provar, segura seu rosto com as duas mãos e tasca-lhe um beijo. Danou-se.

Onde foram parar as teorias, os diálogos que você planejou, a decisão que parecia irrevogável? Tomaram Doril. Você agora está sob os efeitos do cheiro dele, está rendida ao gosto dele, está ligada a ele pela derme e epiderme.

A gravação do seu celular informa: seus neurônios estão fora da área de cobertura ou desligados.

Isso nunca aconteceu com você?

[...]"

(Amor Epidérmico - Martha Medeiros)
Deixo aqui algo que alguém escreveu e me descreve por tabela.
Obs: Acho que descrições, questionamentos e afins devem ser a pauta da minha próxima autoanálise. Está virando um certo tipo de mania, obcessão... enfim.
segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Descreva-se, se puder!

Ah o mundo virtual. Twitter, blogs, orkut. Temos aqui uma vida virtual.

Visitando profiles, twitters, blogs e afins. Descobri que pessoas tem uma super dificuldade em se descrever e acabam optando por colocar um pedaço de música que resuma um pouco de sua personalidade.

Resolvi colocar a minha descrição aqui:

"Thais Leal (21), como fazem nos jornais, estudante de sistemas de informação, professora, aficionada por programação e desenhos animados. Virginiana, analista, ascendente em escorpião, geniosa, lua em peixes, uma romântica incorrigível. Ah, escritora também. E leitora. E orkuteira. E baladeira. E apaixonada, mesmo que seja por um pedaço de papel ou lembrança ligada a músicas de axé.

Alguém que se descreve com músicas, prende o choro sem motivo no meio da rua e que como professora não tem vergonha de dizer quando não sabe alguma coisa (Mas logo após sai correndo para o Goooogle procurar).

Enfim, Thaís Leal, Thai, Carrie, Sapita... palavras, nomes, nicks que descrevem um ser humano de comportamento um tanto quanto peculiar. "

Será que eu realmente preciso dizer mais alguma coisa?!

Está lançado o desafio, Descreva-se, se puder!

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

A frase da moda.

Mundo moderno, cheio de obrigações e prioridades. Eu tenho as minhas, entre essas prioridades estão faculdade, curso, trabalho, buscar um trabalho novo e quem sabe, finalmente, encontrar um grande amor.
Ai eu encontro um problemão. Eu coloquei a minha lista... em importância de prioridade. Talvez um novo amor esteja em último lugar, isso é um fato. Mas isso não significa que eu não abra mão, de vez em quando, de algum compromisso menos importante em virtude desse novo amor.
Nos dias de hoje, as pessoas realmente tem muitas prioridades voltadas para o lado profissional e deixam que o lado pessoal se resolva por si só. Eu sou uma delas, mas como eu já disse eu sou uma incendiária inspiradíssima. Então não adianta, só de profissional eu não vivo.
Romance, casinho, namoro, casamento, é o tipo de relação que requer cumplicidade, dedicação, retribuição de sentimentos. Não adianta buscar algo de alguém que realmente não te vê como uma das prioridades. Vejam bem. Eu disse: "uma das prioridades". Não precisa ser absoluta, rainha, única, mas preciso no mínimo ser uma das.
Todo mundo fantasia a idéia de que o legal é ser solteiro, várias baladas, várias festinhas. Eu experimento isso e sinceramente já não é mais tão legal. É confortável estar assim, você vive relações cheias de pretenções, mas não tem o compromisso. Sem fidelidade, sem obrigações, mas no fundo... é o que todo mundo quer. Mais cedo ou mais tarde.
Certo dia me perguntaram: "Qual é a diferença entre ficar e namorar?"
Agora eu respondo:
O compromisso e a vontade de dar um passo rumo ao futuro misterioso todos os dias, juntos.
Eis a frase dos tempos modernos: "Não trate como prioridade, quem te trata como opção". Eu mudaria o opção por "opção - ocasião", mas.

Inspiração: Aldo Novak.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Café sem açúcar!



Vivo uma fase meio:


"Mas ficou tudo fora de lugar
Café sem açúcar, dança sem par".


Sem graça, confesso. Mas sei que é apenas o início de um novo incêndio.
É um fato, eu sou uma incendiária. Daqui a pouco acho outra fonte de calor, impossível ou não, invisto todas as minhas pequenas e sinceras faíscas, crescendo, pouco a pouco, incendiando, doendo, fazendo doer. E tudo começa outra vez.


"I gotta take a little time,
A little time to think things over
I better read between the lines,
In case I need it when I'm older"
sábado, 7 de novembro de 2009

Sobre Tatuagens.

Muitas são as dúvidas que cercam pessoas que buscam fazer tatuagens. Eu sou uma delas. Se realmente fosse fazer tudo aquilo que me vem a cabeça, eu já teria uma entrada USB atrás da orelha, um gato de cabeça para baixo na batata da perna e quem sabe um botão de "desligar" perto do pé.
Bom, essas idéias não são só minhas, por esses dias achei um site com imagens de pessoas que tatuaram isso ou mais ou menos isso. Tudo em nome do amor que todos eles tem a tecnologia.
Por questões de evolução de pensamento, tatuagens não são mais vistas como símbolo de marginalidade ou outras coisas ruins. Muito pelo contrário, penso eu, tatuagem é vista com a representação gráfica de tudo aquilo que determinada pessoa ama/se dedica/sente.






Fontes:
http://superdicas.de/imagens/chegou-a-vez-dos-nerds-se-tatuarem.html
http://superdicas.de/imagens/tatuagens-geeks-que-nao-sao-vistas-todos-os-dias.html
quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Ansiedade, consumismo e um cadinho de sentimentalismo.

É engraçada a forma como determinadas preocupações causam reações diferentes em mim. Talvez sejam o tais hormônios, talvez sejam os tais problemas. O fato é que: Tenho aqui um cartão de crédito, uma conta ativa e "verde" e muitos impulsos de comprar absolutamente tudo bonitinho que vejo pela frente. Sempre com a desculpa "Nossa, preciso tanto disso".

Para quem não sabe, minha mãe número 3 está internada e isso me preocupa demais. Tudo aconteceu rápido demais, dolorido demais. Tão dolorido que até hoje (um mês depois) e eu ainda reluto em ir ao hospital nos dias de visita.

Descobri que questiono demais coisas que não devem ser questionadas, apenas vividas. Mas é tão difícil... sentir, querer, não ter e não saber o porque. Apenas aceitar. Não deveria, mas eu quero saber o porque, como, quando, onde. Sou louca por isso?

Fato que estou em um momento de transição, fato que tudo já não é como era antes, mas dai a dizer que eu cometeria a ousadia de gostar de ficar sozinha já é o cúmulo. Risos.

O foco é outro, a vontades são mais intensas e é isso!

"O que me faz feliz

São coisas pequenas"



domingo, 1 de novembro de 2009

Chuva, chuva, chuva.

Chuva, inspira reflexão, calmaria, algumas horas em casa.

O fato de estar chovendo me deixa inquieta, idéias na cabeça e algumas sacolas de shopping nas mãos. O problema é que tenho me sentido sozinha. Morar sozinho não é para qualquer mortal. Eu sou um mortal que precisa de contato, seja lá de quem for.
É certo que a liberdade que tenho hoje em dia em infinitamente maior do que a quando mamãe morava comigo. Mas a solidão só eu sei.
Tenho reparado que meus posts aqui tem sido sempre tão confusos, as vezes até desconexos. Isso, eu acho, faz parte do processo de "autoconhecimento" que eu teimei em inventar.
Coração calmo, batendo, sem muito o que dizer, apenas esperar.
Em resumo: final de semana chato, domingo com cara de segunda feira.

Vontade: Frio de fazer o nariz gelar, um abraço quentinho e cama!
Realidade: Shopping, cartão de crédito no bolso e chuva.
segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Momento "Insight"

Sempre achei meio "balela" esse negócio de autoconhecimento. Mas de uns tempos para cá é isso que eu tenho mais feito. Não me sinto fechada, me sinto diferente, estar sozinha não é mais o problema que um dia foi.
Talvez esteja me tornando alguém mais centrado, descontando minhas angústias, frustrações, medos e alegrias em mim, não em outra pessoa.
Sinto que é o momento de buscar especialização na minha área, estou estudando muito, trabalhando nem tanto, mas fazendo vários cursos ao mesmo tempo.
O lado amoroso? Sei lá.
Talvez o príncipe encantado tenha tirado férias da minha cabeça, ido tomar um café... ou simplesmente não é príncipe coisa alguma. É apenas alguém, normal, trivial e eu nunca me dei conta de olhar para os lados e finalmente perceber que ele está lá.
É engraçada a forma como nesse momento "insight" tenho prestado mais atenção no que pessoas ao meu redor dizem, as vezes, nem é para mim, mas presto atenção do mesmo jeito. Estão ai as grandes descobertas que fiz:
- Temos que ser centrados sempre.
- Temos que pensar no lado positivo das coisas, aprendendo a perder o medo de determinada situação futura.
Acreditem, meus queridos leitores, fez toda diferença em minha vida. Toda!
Há muito não escrevo no blog, essa é a minha justificativa. Estou buscando me conhecer, entender, analisar (o que mais faço com tudo!).
Em resumo, final de semana divertido, muitas risadas, mordidas, abraços e a sensação de que alguma coisa realmente mudou aqui dentro.

Good vibes, ever... (É "Boas vibrações, sempre... " só que em inglês).

Vontade:
Cheiro do mar, pés na areia e sensação de ventinho no rosto.
Realidade:
Enganando a fome com copos de água e faculdade até as 22hs.
sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Questionamentos?!

Semana complicada, ainda bem que chegou sexta-feira, ou não. Tive uma semana de unhas roídas por inteiro, briga com aluno, ansiedade e algumas muitas lágrimas.
Descobri que o especial, quando é especial, é especial e ponto final. Sem porques, é especial e não se fala mais nisso.
Mas ai me pergunto: Se é especial, porque não deixar bem claro que é especial?
Hoje o cursor do editor de texto do blog apenas pisca na minha frente, enquanto minha mente dá voltas e voltas, a vontade de chorar, gritar, sorrir, fingir não ser, vai e depois volta.
Me dei conta, "Eu estou sozinha, novamente?!" - ou será que sempre estive e não percebi?
Esse é um post de questionamentos, certezas e loucuras. Essa é a única forma que tenho para dizer que tem coisas que nunca vão mudar em mim.
Roubei de um blog, algo que alguém muito especial em minha vida escreveu sobre ele mesmo (e quando ele fala dele mesmo... automaticamente ele fala de mim, visto que somos incrivelmente parecidos):

"Tenho uma capacidade inefável para construir castelos de areia. Acredito no improvável, deposito últimas esperanças nas exceções, todas as fichas são apostadas naquele número da roleta que ainda não saiu.
(...)
Basta uma fagulha, por menor que seja, para que o meu celeiro se incendei - e, então, controlar as chamas que ardem aqui dentro é quase impossível... Quando isso acontece, é preciso deixar que o fogo consuma tudo, num apetite voraz, para, no fim, quando restarem apenas cinzas, renascer. Tal qual a Fênix.
(...)
Um louco, por esperar pela exceção. Um irresponsável, por apostar onde não deveria. Tolo, louco, irresponsável, mas, sobretudo, incendiário."

A vontade agora, é a de pular os dias... sem viver e viver ao mesmo tempo. Apenas dormir, sem sentir, sem ver... o tempo passar.
terça-feira, 15 de setembro de 2009

Professora Thai.

Hoje, enquanto dava aula, me lembrei com saudade do tempo em que eu era a aluna que acha meu professor de infomática chato e vivia a visitar orkut e afins escondido.
Como professora que me tornei e como aluna que fui e ainda sou, acho injusto para os dois lados determinadas coisas.
Me bate o medo de ser exigente demais, me bate o medo de ir além nas amizades (extra-classe), são tantos medos, tantos questionamentos que nem sei por onde começar ou o que pensar, em alguns momentos.
O plano de ser professora sempre existiu, sempre foi bem visto por mim, mas nunca imaginei que fosse acontecer tão cedo. Não me imaginava preocupada com o comportamento de um, falta não justificada de outro, mas agora estou aqui.
Professores são vistos como seres humanos diferentes, pelo menos eu via assim, como alguém que sempre sabe a resposta para os nossots questionamentos, aquele que temos curiosidade para saber onde mora, se namora, onde estudou ou se tem filhos. Me pergunto: Será que alguém tem a mesma curiosidade sobre mim?
Logo eu, que sempre tinha a mania de controlar o presente, me vejo em uma vida em que os caminhos do futuro não são totalmente controlados por mim.


Texto do dia 08-set-2009
segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Sem inspiração.


Não pense que eu abandonei o blog, eu só não sei aonde guardei minha inspiração.
terça-feira, 1 de setembro de 2009

O melhor!


Andei lendo meu blog, como se não fosse meu. Sinceramente eu diria "Oh céus, oh vida!".
Pois é... a fase melancolia de Thaís Leal... acaba de acabar. Espero que nada tire minha paz.
Eu quero amor, eu quero mais, eu quero tudo, ao mesmo tempo.
A sensação que tenho agora, apesar das terríveis cólicas, é a de que eu posso tudo, sair correndo por ai, dizendo "oi" para quem passa e morrendo de rir com coisas bobas.
Agora sinto cólica, saudades, vontades e muitas outras coisas boas.




"Eu quero sempre mais, eu espero sempre mais..."
domingo, 30 de agosto de 2009

Trem vazio.


Final de semana curioso. Me senti experimentando um perfume que eu nunca vou ter dinheiro para comprar, mas mesmo assim eu quero uma amostra grátis. Ou será que tal perfume vai entrar em liquidação e eu finalmente vou ter a chance de comprá-lo?!

Final de semana cheio. Fui para o rock (como uma certa pessoa diria), dia seguinte eu "teoricamente" sai.

Não tive tempo para pensar muito, eu só sei que pela manhã a minha única vontade era a de sentar pertinho da areia e sentir aquele ventinho gelado no rosto. Mas não deu.


Outro dia passei para uns alunos uns slides que falam sobre a vida e a compara com um trem, que para de estação em estação, pessoas queridas entram, outras saem. Algumas preferem se sentar ao nosso lado, enquanto outras preferem apenas olhar de longe.

Agora parece que todo mundo do meu trem desceu e eu continuo aqui nesse trem, vazio.
sexta-feira, 28 de agosto de 2009

27 de agosto - Aniversário e agradecimentos

Só posso dizer que o dia de ontem teve gostinho de quero mais, de pizza também.
Fazer aniversário é sempre bom, apesar de estar ficando mais velha.
Por incrível que pareça, consegui reunir pessoas muito queridas por mim em um único ambiente. Alguns não puderam comparecer, mas se fizeram presentes através de orkut, msn ou recadinhos em certos álbuns (que por sinal eu gostei muito e leio sempre).
Meu aniversário foi um dia completo, especial e cheio, bem do jeito que eu gosto. Não tive muito tempo para pensar em coisas ruins, pensei apenas nas boas.
Foram 71 recados no orkut, alguns depoimentos e mais a noite muitos abraços e gargalhadas.
Não tenho palavras que consigam expressar de forma clara tudo o que eu senti ontem, tenho apenas fotos:


Ah, eu amo tanto...

Tanto, tanto...

Todos vocês!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Parabéns, Da-ni-el!

Aniversário - Daniel
Pessoa mais do que especial pra mim. Sinceramente nunca imaginei sentir por você, o que eu sinto.
Hoje é o seu dia. Acho que eu estava mais animada com esse dia do que você.
Mas enfim. É o SEU dia.
Parabéns Dani, parabéns Menino, saiba que me importo muito com você, saiba que é uma pessoa pra lá de especial pra mim.

Em resumo: Te gosto!

"You're stranger, but I like you!"
domingo, 23 de agosto de 2009

Sensação de vazio

A sensação de vazio tem tomado conta de mim esses dias que deveriam ser cheios.
Eu queria ter feito mais, saido mais, amado mais. Mas não fiz, sai ou amei. Eu sequer tenho um amor.
Escutei músicas que um dia me marcaram demais e o que me deixou mais surpresa é que hoje eu reagi com indiferença em relação as mesmas.
Pensei em uma pessoa, relembrei bons dias arriscados. E isso me deixou feliz.
Pensei em ligar, mas desliguei antes de apertar o botão verde.
Andei de salto alto e roupa de dormir pela casa e morri de rir sozinha, lembrando de uma amiga me dizendo que o passatempo preferido do meu avatar no The Sims era fazer simplesmente nada, sozinha.

Definitivamente vou parar de culpar agosto pelos meus infortúnios. Ele está terminando, meu aniversário chegando e com ele a certeza de que vai dar tudo certo.

"Even though I know you have a lot in your mind,
the future, the pass and the planes you might fly.
I just want to tell you...
You're a stranger, but I like you."
(Tiê cantou... eu editei)
sábado, 22 de agosto de 2009

Inferno astral pré-aniversário.

Seria esse final de semana o fim do cíclo de finais de semana agitados e cheios de compromissos?
Finalmente eu me dei conta que estamos em agosto.
Me dei conta que daqui a 5 dias faço aniversário, me dei conta que estou enfrentando meu inferno astral. Acho que todo ele em um único dia, sexta-feira (21/ago).
Esporro do patrão, fiquei em casa, briga com amigos.
Espero que tudo passe. Espero que a inspiração para escrever volte a reinar dentro de minha cabeça.
Nesse momento, vivo um momento meio Bridget Jones ou será que eu sou uma versão "pós-sol" de Bridget J.?
"O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraido..."
domingo, 9 de agosto de 2009

Dia dos pais!

Domingo tenso, dia dos pais e eu nem vi o meu ainda.
Todo ano é o mesmo problema, eu não sei o que digo a ele, não sei se o abraço, não sei se compro um presente.
Esse, pelo menos, está sendo mais fácil, ele não está aqui, saiu bem cedo... talvez para fugir dessa situação esquisita.

Passei o dia a esperar uma ligação que não recebi. Melhor assim?
Pensei em ligar, pensei em desligar o celular e por fim resolvi tentar ligar. Liguei e não fui atendida.
Tudo que eu queria agora, era ouvir o barulho do mar, me sentar bem pertinho de ontem as ondas batem e ficar lá... até o dia deixar de ser dia.


sábado, 8 de agosto de 2009

Refletindo no cinema.

Ontem eu refleti. Pensei milhares de coisas, eu refleti. Eu já disse.Eu mudei, cresci, desencantei ao mesmo tempo que não deixei de acreditar em amores de contos de fada.

"Você já se arrpendeu de alguma coisa que fez?"
Eu não, mas me arrependo horrores de coisas que eu não fiz.

Pois é, daqui a uns dias vou fazer 21 e foi ontem que eu tinha 15 anos e o meu sábado era o domingo, a grande responsabilidade era tirar boas notas e passar de ano no colégio. Tô me sentindo velha, velha e morrendo de saudades de momentos que só voltam na hora que eu fecho os olhos.
Aos poucos, estou deixando de ser a "purple heart", dando lugar a menina de coração vazio, vazio e feliz.

Filme - Veronika decide Morrer.
Filme interessante, se fosse um curta seria melhor, mas é um longa, ou seja, pouca história para muito tempo de filme.Vi cenas sem sentido algum dentro do filme, eram apenas cenas, soltas. Enfim, muito confuso.Devo confessar que a mensagem final do fime é boa e muito simples. Devemos dar valor a vida.
Paulo Coelho, sempre tão Paulo Coelho, sem mais.
segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Parabéns, parabéns!


Aniversário - Gabriel

Ele fuça o meu, eu fuço o dele, assim seguimos os dias. A curiosidade foi mais forte e eu fui adicionada no orkut.

Assim ganhei uma pessoa pra lá de especial. E hoje, essa pessoa faz aniversário.

Eu só sei dizer que te amo menino. Muito mesmo. Fique sabendo.

Continue sendo quem você é, por mais que isso seja não saber amarrar os próprios sapatos, dançar no meio da rua (sem música) e se desligar do mundo quando se cansa dele.

Parabéns Gabriel, parabéns!


Outros - Orkut

O orkut me "pergunta":

cinco coisas sem as quais não consigo viver.

E eu respondo:

Perfume, celular, internet, canetas e piadinhas infames acompanhadas de pequenas ilegalidades.


Vontades que vem do nada.

Odeio essas vontades que surgem do nada. Odeio essa minha necessidade de sentir falta de alguém.
Argh!Eis aqui, minha vontade agora...
Eu quero mãos dadas, olho no olho, química, chorar de saudades, lembrar do outro quando passo por determinado lugar ou escuto uma música do tipo que ele gosta. Eu quero um amor que não me sacrifique, eu quero alguém que me adicione palavras bonitas e me livre das loucuras de um dia cheio...

"Eu quero a sorte de um amor tranquilo..."

Sobre o final de semana


Final de semana agitado, cabeça cheia de idéias, coisas a fazer, perguntas a responder.Assim foi meu final de semana. Conheci o conhecido, pulei celebrando o antigo, mas existem coisas a serem questionadas, uma delas é:

E ai, quais são seus planos?

*Pois é... eu quero saber, porque eu tenho muitos.
Hoje, um dia mais calmo eu acabei reflentindo sobre o meu destino, o que vai me acontecer daqui a poucos dias, se semana que vem o meu celular vai trazer uma mensagem boa ou se eu vou chorar rios de lágrimas por alguém que eu nunca toquei.

Me questionei sobre a existência de uma coisa chamada destino. Não sei se ele realmente existe ou se eu uso ele para me esconder da realidade.

Sempre dizendo "Ah o destino não quis... " e por fim aceitando coisas que normalmente eu não aceitaria.


Arre, já disseram!

Vou optar por pintar o meu próprio caminho, desenhando, apagando, desenhando novamente, as vezes seguindo o mesmo caminho apagado anteriormente, mas sigo...
quarta-feira, 22 de julho de 2009

Sobre a distância e sentimentos.



As vezes, eu idealizo coisas que o destino simplesmente não quer que aconteça.Duas vezes o destino não quis, duas vezes, no mesmo ano. É, eu fui pega pelo destino com as calças na mão...

Sinceramente eu não sei muito o que dizer, não sei muito o que pensar. Desde sábado eu tenho vivido em uma espécie de câmara de ausência de sentimentos. E hoje, eu finalmente sai dessa loucura e deu vontade de escrever, ouvir música e muitas das coisas que sempre faço quando estou feliz.



Outro dia um amigo classificou meu blog como melancólico e disse que eu falo muito sobre solidão. Stan, querido eu falo sobre sentimentos! Feliz ou infelizmente eu tenho vivido isso, tenho tido essas vontades e a vida tem me dado como resposta tudo que escrevo aqui.


:D

Fico por aqui, feliz, feliz, novas conquistas, novo estágio, nova luz...



"Como dois estranhos
Cada um ana sua estrada
Nos deparamos em uma esquina
Numa esquina, num lugar comum
E ai quais são seus planos ?
Eu até que tenho vários.
Se me acompanhar, no caminho posso te contar..."

(Dois - Tiê)
sábado, 4 de julho de 2009

O que eu mais quero.


"O amor é a coisa mais alegre.
O amor é a coisa mais triste.
O amor é a coisa que eu mais quero..."
Adélia Prado


Li isso, no fim de um e-mail que muito representa pra mim. E lembrei, que também tenho essa vontade.

Sobre laços.

"Quando fecho os olhos, é ai que a mágica acontece.
Pois é.
Dessa vez, eu estava com os olhos abertos, meu Deus, como eu não percebi ?!"

Repito, repito, repito isso... de uns três dias pra cá.

A inspiração vai e volta, vai novamente, derrepente volta. Buscando por ela, abri o livro de Luiz Fernando Favilla e não tive como conter a vontade de escrever aqui.


Mofo

Esse olho entupido de lágrimas
que não conseguem jorrar,
esse meu coração surdo
que não ouve o chamado do amar.
Essa carência escondendo dos poros
por não ter mais onde estocar.
Essa palavra rasgando a garganta
e morrendo antes de vingar.
Não sei o que faço
com tanto amor guardado
mofado
por não saber usar.
(Luiz Fernando Favilla)


Perdi um laço e parte de minhas ilusões...
terça-feira, 23 de junho de 2009

Universo em desencanto.


Inverno
Sou tanto vazio tanto
vazio sou
que sinto carregar
dentro de mim
todos os desertos do mundo
(Sheila Vargas)


Um vazio cheio de coisas toma conta dos meus dias. Faculdade, trabalho, tudo, meu universo está em desencanto! Agora tento preencher as horas vagas com um tal de futuro e livros.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Eu ando tão Down...


Ultimamente eu tenho vivido dias imersos em melancolia e falta de gosto para tudo. Nada me agrada, nada me satisfaz. Esse ano não tem sido um bom ano e talvez por ter me dado conta disso, hoje eu estou tão "down".
Em conversa pelo msn:

"printf("Thaís!"); diz: Nem tanto... Não cheguei a me apaixonar... por tanto não foi uma decepção amorosa... Eu nunca pensei que ia me decepcionar com a faculdade... e eu me decepcionei...

printf("Thaís!"); diz: Eu nunca pensei que fosse tão difícil ser mulher... no meio de tantos homens..."
Tanta coisa aconteceu... tanta coisa.


"Eu ando tão down

Eu ando tão down

Outra vez vou me esquecer

Pois nestas horas pega mal sofrer"

(Down em mim - Cazuza)
sábado, 13 de junho de 2009

Fruta mordida!


"Eu quero a sorte de um amor tranquilo

Com sabor de fruta a mordida

Nós na batida no embalo da rede

Matando a sede na saliva

(...)

Ser teu pão

Ser tua comida

Todo o amor que houver nessa vida
E algum veneno anti monotonia"
(Todo amor que houver nessa vida - Cazuza)
Eis a vontade que surgiu durante a noite. Pós dia dos namorados.
Sem mais.
sexta-feira, 12 de junho de 2009

Ao Guto...

Um mundo de bits e bytes nos separa. Ele em SJM de não sei da onde - SP, eu no Rio de Janeiro - RJ. Sempre foi assim. Hoje, dia dos namorados, me dei conta que conheço uma grande pessoa a 7 anos e nunca vi.

Love you, Guto...
Ever.
quinta-feira, 11 de junho de 2009

Dia dos namorados!

Amanhã vai ser um dia especial... e para aqueles que não tem namorado e realmente ficam injuriados com o fato de não ter, é melhor não sair de casa.
Para onde quer que você olhe vai ver um casal demonstrando muita felicidade.

Hoje eu fui ao shopping, olhei vitrines e para onde quer que eu olhasse... já parecia dia dos namorados.
Vim pela rua imaginando o que escrever, mas a inspiração é algo que não aparece toda hora.
Por isso, hoje fico por aqui.
Feliz dia dos namorados, para quem tem.
E uma sexta feira normal, para quem não tem.


"You've been trying to protect me,
An insect living in your memory,
Don't, blue jeans won't cut at the seams,
Like you want them to."

*imagem por Gabriel# - Flor dançando Blue Jeans - Ladytron
segunda-feira, 8 de junho de 2009

O final de semana...

Sem muito o que dizer, nesse fim de domingo eu não tenho nenhuma novidade do final de semana.
Só digo que vivi "romances" sozinha e como sempre andei de mãos dadas com o vento, sorrindo para quem passava debaixo de minha janela.
Eis o resumo do final de semana.
...........................

"E quando eu estiver triste,
simplesmente me abraçe
E quando eu estiver louco,
subtamente se afaste
E quando eu estiver bobo..."
(Sutilmente - Skank)



domingo, 7 de junho de 2009


"Pensando, pensando... tudo acontece tão rápido, tão fácil.(...)"

.........................................
"O amargo é querer-te pra mim"
(Condicional - Los Hermanos)

About Me

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

Inspiradíssima 2010. Layout editado por Thai Leal. Tecnologia do Blogger.