quarta-feira, 30 de junho de 2010
"...te olhei nos olhos e não vi mais aquele brilho todo.
Tive tudo aquilo novamente. Mas mesmo assim continuo a achar que sempre vai ser a última vez.
[...]
E por mais que eu tente entender eu não consigo.
Busco fundamentos para esse sentimento tão latente e só acho uma série de palavras metidas a engraçadas nos meus arquivos de conversas."
(Depois dele, Por Thaís Leal)
sexta-feira, 25 de junho de 2010
"... tinha o gosto que eu imaginava. Suas mãos passavam por minhas costas como se conhecessem todos os caminhos. Depois de muito pedir, você fez o que eu quis. Me beijou e só largou quando percebeu que eu era errada demais para o seu momento..."

(Depois dele, Por Thaís Leal)
quinta-feira, 24 de junho de 2010

Realidade - Parte 2

... vivo dizendo por ai que tô cansada. Que pareço um copo que constantemente está transbordando.
Falei, fiz, pedi coisas que qualquer pessoa serena e calma não faria. Vi num filme que as vezes as pessoas fogem do amor. Eu não fujo... eu apenas quero dar um tempo dele.
Meu único vício é amar demais, querer demais, esperar demais.
Pois bem, estou em fase de desentoxicação.

"Tô exausto de construir e demolir fantasias. Não quero me encantar com ninguém." (Caio F. Abreu)
quarta-feira, 23 de junho de 2010

And so it's...

... sempre achamos que as principais (e mais difíceis) decisões de nossas vidas irão cair no nosso colo assim que abrimos o jornal na parte de horóscopo. Mas a vida real não é assim.
Sempre que se adia uma decisão importante o que se encontra é um problema muito maior do que se pensa.
O bom não é exatamente tomar a decisão, mas o fato de ter dito o que deveria dizer, feito exatamente o que deveria fazer e perceber que todo aquele discurso na frente do espelho ficou muito melhor ao vivo.
Coração leve, sensação de recomeço, mas em alguns casos... essa sensação, não representa um começo efetivo, apenas o início dele.
Pois bem, inicia-se uma fase que parece começar e recomeçar milhares e milhares de vezes em uma única vida.
Primeira fase o vazio é como uma casa vazia, sem paredes, toda pintada de branco, por dentro de por fora.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Momento engraçado.


Tenho passado por um momento engraçado, pelo menos para alguém como eu.
Quero tudo e nada ao mesmo tempo.
Sempre me questiono o fato de "Estar sozinha".
Para não estar sozinha, fiz tudo da forma mais fácil, fui para outras pessoas quem essas pessoas queriam, como queriam e na hora que queriam.
Fiquei tão cega com a possibilidade de não estar sozinha que acabei me deixando levar, me acostumei com a situação e ai já viu.
Pois bem, sempre existe tempo para mudar de posição. Pensei e repensei, "Se tanto quer, que seja a Thaís no modo integral".
Talvez eu esteja sendo rígida demais com isso tudo. Mas o fato é que passei muitos anos cedendo, abrindo mão das minhas coisas. Em troca de que? Um pouco de amor?
Pensando bem, cansei de errar e me moldar as vontades dos outros.
Vou me deixar moldar pelo destino, acaso, tempo e mais uma série de fatores que não dependem de mim.

About Me

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

Inspiradíssima 2010. Layout editado por Thai Leal. Tecnologia do Blogger.